segunda-feira, 16 de junho de 2008

Amy Winehouse

Considerada um "mau exemplo", Amy Winehouse é, na minha opinião, a verdadeira diva desta década. Dona de uma voz desconcertante, com um percurso de vida próprio de quem não sabe gerir o seu próprio sucesso, Amy é a minha favorita por se afastar do estereotipo das artistas femininas nos últimos tempos. Por isto tudo fiquei desanimada quando li hoje, que foi afastada da banda sonora do 007, em prol da Leona Lewis (mais uma R&B star).
Embora já gostasse do seu primeiro disco, foi no segundo que me rendi. Numa noite de copos, chego a casa ponho a Amy a fazer-me companhia, vou ouvindo música a música e as letras vão fazendo mais sentido, o "Love" passa mesmo a ser um "losing game", reparo que realmente as lágrimas secam por si mesmas e que no dia seguinte vou acordar sozinha porque quando o sol caí ele vai embora...
Ui que romântica!! Ou que bêbeda?? Tudo para vos que Amy Winehouse faz mais sentido com uns copos a mais. Partilhei esta ideia com uma amiga mais obstinada que não bebe (pelo menos que eu veja, deve beber às escondidas) e ela não conseguiu contrariar-me! Está provado!!
Amy é mais intensa quando (se) bebe!
De qualquer das maneiras, gostava muito sinceramente, que ela recuperasse.

11 comentários:

Francis disse...

Amy é um talento extraordinário.
Espero que ainda vá a tempo de se curar.

Foi Bom disse...

Eu nao entendo como e' que alguem que, supostamente, tem tudo, chega a este ponto...E' de bradar aos ceus!

Crestfallen disse...

Nao acredito que ele se cure. Ela é o exemplo supremo de todo um passado de musicos auto-destrutivos.

Independentemente dos obstáculos que ela coloca no seu próprio caminho, ela tinha tudo para ter sucesso, parece que nao é possivel ser uma pessoa normal.

Antigamente eles morriam jovens e só depois se percebia o percurso destrutivo, hoje com os exemplos passados já sabemos que terá uma vida curta.

A Amy entrará para o trista All of Fame, ao lado de Janis Joplin, Sid Vicious, Kurt Kobain, etc, pessoas com mais ou menos talento assombradas por uma necesidade de se auto-destruirem.

Vivem sob o lema imortalizado por James Dean, "live fast, die young, leave a beautiful body".

Falam em recuperacao, mas ela recusa, isso está patente na música em que diz: "They tried to make me go to rehab - I said No, No, No"

Ela no fundo sabe que a sua vida está perto do fim, mas por algum motivo ou prefere ignorar ou isso parece-lhe apelativo.

Ruca! disse...

ta boa essa.

ao ouvir amy todo torto é que se interioriza a grandeza da artista?

prometo que vou experimentar.

adeus**

ZaniNE disse...

E de resto tudo faz mais sentido quando se bebe...?

É o que se chama "Iluminação dos Deuses"!

Brincadeirinha, claro! Fica bem.

Francis disse...

Hello ?

Mabides disse...

A rotice ajuda a compreender muita coisa ... pois começamos a pensar em coisas de pontos de vista que quando estamos sóbrios parecem (e por vezes são ...) estúpidos!
Em relação à Amy só posso dizer que pena em perder uma voz daquelas... powerfull!! As letras são boas,especialmente se nos colocarmos no lugar dela ;) ... isso mesmo rotinha!!
Bjs grandes e para quando um texto a achincalhar alguma coisa com piada (relembro Hello Kity!!)

Noivo disse...

ui, imagino se tivesses fumado:)

RESSACA ® disse...

Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

Anónimo disse...

Vai ser feia assim lá no fim do mundo,
Esta deve ser a dona do reduto do tribufú,
Se precisar de um feio, ELA, ultrapassou os limites da FIÚRA.
Sai pra lá cimitério, hi hi hi.

Maria Antonia Di Felippo disse...

Só os ignorantes, burros, insensíveis e sem cultura, ou mesmo sem nada de inteligencia, podem falar mau dessa moça D I V I N A.

Eu a amo profundamente. Símbolo da melhor arte contemporanea, beleza exótica, talento e liberdade.