terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Vida Profissional

A minha vida profissional é fabulosa, nunca faço a mesma coisa mais de um mês! Desta vez, sou assistente de Pai Natal! Mas não.. não estou vestida de duende verde! A farda até é bastante taciturna! Ainda bem que é para assustar aqueles monstrinhos! Só trabalho 3 horas mas eles matam-me... valem por doze horas de pé num congresso!
Mas todos os trabalhos valem a pena, para além do dinheiro, é sempre mais uma experiência e as outras raparigas normalmente são umas bem-dispostas. Bem, também se apanha as enjoadas e as com pouco amor ao trabalho, curiosamente, normalmente são as mais giras!

Este é o meu segundo trabalho com estes diabretes e mais uma vez, deparo-me com a dura realidade de que não tem jeito nenhum para lidar com eles, o que vale é a educadora de infância e a educadora social que trabalham comigo... eu, ali, sou um mero ornamento mas tento compensar isso com outras coisas que é preciso fazer. Afinal não interessa muito aos putos saber quais são as possíveis razões de"justa causa" para um despedimento e também não tenho muito perfil para fazer aquelas gracinhas tipo: "Olá fofinho! Ai que lindo! Queres ir ver o Pai Natal? Anda, "more", ele é teu amigo!". Vocês não me conhecessem, mas eu tenho voz de bagaço provocada pelo maço de cigarros diário. Conclusão: não há puto que me pegue!

Mas o trabalho vale a pena porque permite um estudo "in loco" dos papás portugueses. E eles estão tão "preocupados" em não traumatizar as crianças... é vê-los a colocar as criancinhas a berrar e a tremer de medo ao colo do Pai Natal, mas quando lhes é para dar um tabefe na hora certa, tem medo de os traumatizar!? Ora bolas! Porque que é que a criança têm de ir para o colo do Pai Natal quando obviamente, está apavorada com aquela figura? Para os papás porem uma foto chapa 5 em cima da lareira com os pequenotes vermelhos de tanto berrar?

Mas há mais! No mesmo sítio, temos uma pista de trenós. A minha função é por os putos em cima dos trenós e atirá-los. Ai, como eu gosto deste trabalho! Estou a ficar parecida com um culturista! Mas é tão lindo vê-los a berrar, desta vez, de excitação... mas, aqui os paizinhos, não os querem deixar andar porque têm medo que eles se magoem. Santa paciência!
Pareço uma culturista porque tenho de empurrar crianças com dez anos mais pesadas que eu! Oh pá! O que é estes "piquenos" comem? Também não lhes posso dizer: "Olha, ó gigantone, és muito gorda/gordo para eu te empurrar! És maior que eu! E uma dieta, não?". Desconfio que eles comem farinha de engorda, caramba! Se eles me lessem os pensamentos, era despedida na hora!

20 comentários:

Mulheka disse...

ahahahah és uma mazona tu!
Pobres crianças... o que vales é que só lá tás 3 horas, era capaz de chegares ao fim do dia e pores os putos a chorar por lhes dizeres coisas menos bonitas as ouvidos lol!

DAISY disse...

Por vezes apetece dizer coisas horríveis às criançinhas, mas não devemos, pois elas nem têm culpa, a culpa é dos pais...e fala a voz da experiência, pois já trabalho num infantário há 4 anos

Francis disse...

gabo-te a apciencia, ainda que pouca...

iFrancisca disse...

Mulheka:

Eu dizia era aos pais porqu eles não tem culpa nenhuma! é um trabalho cansativo mas eu é que quero lá estar por isso: carinha alegre e siga! Bjs

iFrancisca disse...

Daisy:

Eu sei, eles até são engraçados mas dão cabo da cabeça de uma pessoa! O meu mal é que não tenho mesmo muito jeito! Mas acho que hoje já estive melhor1 Bjs

iFrancisca disse...

Francis:

Obrigada! Quero ver como vou chegar ao final do trabalho, vai ser bonito! Bjs

Crestfallen disse...

"eu tenho voz de bagaço provocada pelo maço de cigarros diário."

Quando é que vais admitir a garrafinha de água cheia de bagaço que tens na mala?

iFrancisca disse...

Crest:

Como é que descobriste? Pensei que ninguém sabia! Mas o que eu gosto mesmo é do bagaço traçado com vinho do porto! Dá uma moca!Loool Bjs

ritmosfortes disse...

muito bom ;)

iFrancisca disse...

Ritmos Fortes:

Muito obrigada! Já não o via por aqui há muito tempo... beijo

SílviA disse...

Que mazinha...coitadinhas das criancinhas.lol.

Vá, eu também detesto a "tradição" de obrigar os putos a sentar no colinho do Pai Natal so para a foto...depois la temos nos que fazer terapia aos putos...so trabalho acrescido.lolol.

iFrancisca disse...

Silvia:

Vinha agora para casa e estava a pensar que estou um bocado melhor... já consigo comunicar com eles! Pode ser que ganhe mais jeito!
Eu falo assim deles mas sei que maior parte das vezes a culpa é dos pais. Bjs

Mabides disse...

Com bagaço ou sem bagaço...o que eu sei é que andas a ter muitos trabalhos com criancinhas...bem, vamos lá ver a brincadeira,pois eu para já ainda prefiro ter cães a ter filhos!Agora numa coisa eu tenho que concordar contigo...a culpa é dos pais que endeusam tanto os filhinhos queridos,que chegam ao ponto de se tornarem seus escravos.No meu tempo,andava tudo a toque de caixa e não foi por isso que as pessoas ficaram traumatizadas!
Ah esses diabretes!!
Bjs Cachaceira!

iFrancisca disse...

Mabides:

Não te preocupes com as criancinhas... ah, mas por acaso, até ando com mais jeitinho... Nah, não te preocupes, os cães continuam no número.
Quanto à cena da cachaça, só tenho uma coisa para te dizer: MENOS! Ninguém precisa de saber que enquanto eu bebo cachaça tu bebes uma caipirinha de morango :-P Seu... seu... seu... "franguinho de aviário", faz-te homem pá!LOOOOL
Beijo

Tonks disse...

adoro o teu humor! (perdoa-me o tu mas com tanto riso sinto-me familiarizada)

iFrancisca disse...

Tonks:

A amiga do meu priminho! Ainda bem que gostas, fico muito feliz! Lol
Quanto a ser tratada por você... estás proibida! Aqui nesta tasca é tu cá tu lá... não digo o resto que parece mal! Bjs volta mais vezes

MajoLuan disse...

:d:D adorei o post é sempre bom fazer algo diferente ;) diverte-te *****

iFrancisca disse...

Majoluan:

Ando morta de cansaço mas realmente para mim isto é um desafio porque não tenho jeito nenhum para miudos... Fico contente por gostar... bjs

Mabides disse...

Só para repor alguma verdade...que tu bebes cachaça para meninas,que é mais uma água de cú lavado e as minhas caipirinhas são de cachaça para meninos crescidos,tipo cachaça Raskov (mundialmente conhecido como o álcool etílico dos pobres e dos bêbados!Em relação às criancinhas acho bem que te vás habituando pois quando começares a trabalhar vais ter que aturar muitas dessas,só que com uns anitos a mais ;)
Bjs para a minha alcoólica favorita!

iFrancisca disse...

Água de cú lavado?
Tu tá doidão??? Até choras-te quando bebeste aquela bomba!!! Caipirinha é para meninos!
Já agora, Raskvo era a vodka! Aqueles mesinhos no Brasil comeram-te a cabeça, não foi? Seu traidor! Hás-de cá vir!
bjs querido