quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Brisbane_Austrália

Brisbane foi sinónimo da minha primeira estadia em Backpackers. No início não estava a ser tudo tão mau como eu imaginava. Não houve muito barulho, o quarto era limpo, as pessoas eram civilizadas, até haviam uns velhotes à mistura para compensar a gera que por lá andava. Quando tudo parecia razoavelmente aceitável e, eu até já estava, mais ou menos, convencida a hospedar-me mais vezes em sítios do género, a aranha aparece! Mas não era uma aranha qualquer, era um bicho castanho, enorme, com umas patas assustadoras! Chamei o homem da casa para resolver o assunto e ele fugiu para a recepção, segundo ele para arranjar qualquer coisa capaz de matar o animal. Mas parece que, aqui na Austrália, não se pode matar qualquer bicho que nos meta nojo… por isso, o macho da recepção aparece com um tuperware para enjaular o bicharoco. O Mabides diz com toda a certeza do mundo que ela neste momento está numa estante como troféu pelo resgate da aranha maior que apareceu pelo YHA.

A partir deste incidente, nunca mais tive uma noite sossegada, qualquer comichão que sinta, fico logo em estado de alerta. É um bocado cansativo, mas é mais seguro…
Histerias de gaja à parte…
Em Brisbane vale sobretudo a pena fazer um passeio de bicicleta junto ao rio. Todo o caminho está sinalizado e as condições para pedalar são dignas de ciclismo profissional, mesmo assim, conseguimos perder-nos e enfiar-nos numa das zonas mais perigosas da cidade, onde o pessoal, de noite, se diverte a brincar às facadas. Qualquer dos percursos aconselhados aos turistas passa pelo Jardim Botânico da cidade que, na minha opinião, é um dos locais mais agradáveis e relaxantes de Brisbane.
Nestes dias, acabamos por conhecer mais duas personagens que marcam esta viagem. Uma australiana com descendência austríaca, e uma francesa com uma viagem de um ano sem rumo certo pela frente. É incrível a quantidade de mulheres a fazerem uma viagem solitária durante meses ou anos… Quando acho que tudo isto tem sido uma grande aventura, penso em todas estas pessoas que vou conhecendo pelo caminho, com trajectórias muito mais arrojadas do as que alguma vez imaginei para mim. Durante estes dias acabei por ficar doente, e o único conforto que senti foi ter alguém ao meu lado. Nessa altura tive a certeza que viajar sozinha nunca será uma alternativa para mim.
Nestes três dias, o ponto alto foi, sem dúvida, a visita ao maior santuário do koalas do mundo, o Lone Pine Koala Santuary. Consegui finalmente pegar num koala ao colo e confraternizar com os cangurus. Incitaram-me a um convívio com os erms ( os maiores pássaros do mundo com as garras maiores do mundo… acreditem, nestes pássaros, é tudo maior do mundo!) mas achei melhor manter-me à distância… não fosse irritar o pardaleco. Este parque natural para além de uma quantidade enorme de koalas e de outros animais australianos, têm a vantagem de permitir o contacto directo sem restrições com os animais que não são perigosos. Mais do que tudo nota-se no parque uma vertente didáctica muito forte que afasta de todo a ideia “para turista ver”. E isto, para quem a música “vamos fazer amigos entre os animais” é um hino, foi o paraíso.

17 comentários:

tavguinu disse...

com as streapears do post anterior deve ser tão lindo brincar aos animais !

bolas quando vi a foto pensava que os kangaroooos estavam com botas, afnal eram pombos ! não mudes as lentes não !

Continuação de boa viagem para vós !

BEIJOS grandes de TUGAL

Anónimo disse...

Oh xica tas tão linda... morena... Um espetaculo! Manda fotos do davides pra ver se ele também está com esse aspecto de férias, ou se está branquinho, cansadinho, enfezadinho! Aposto que não! Beijos das chinchilas do porto! Estamos a morrer de saudades! DIVIRTAM-SE!!!!!

Noivo disse...

olha olha ela e os cangurus:)

Primo de Lavra disse...

Caramba, para quando as fotos, estamos cheios de saudades, e tambem de alguma inveja... espero que estejam a curtir bué.. nós cá vamos andando, o unico animal que espero encontrar este ano, são os nativos de legos... bjs, e abraço ao mimas

ritmosfortes disse...

cool ;)

Margarida Nobre disse...

Gostei muito dos Cangurus e nada...mesmo nada...da aranha!!!
Isso de viajar sozinha também nunca foi para mim...
beijocas,continuação de boa viagem e as melhoras!!!

iFrancisca disse...

O gajo a tirar fotos é uma nódoa! As que eu tiro estão bem melhores...
Beijocas e obrigada

iFrancisca disse...

tav:

O ulimo comentário era a resposta ao teu, mas é que tenho uma gaja loira atrás a bufar para vir para a net que me está a desconcentrar!
beijos

iFrancisca disse...

Pedrinho:

O Mabides está optimo, com um ar alternativo, tem ripongado até não poder mais... nem parece o mesmo!! está mais gordo e tudo, mal possa posto uma foto no novo mabides!
Beijocas cheias de saudades

iFrancisca disse...

Noivo:

Não somos fofos???
Beijocas

iFrancisca disse...

Primo de Lavra:

Temos falado muito de Legos... as fotos vou postá-las no próximo post, neste que publiquei agora não deu mas temos fotos fantásticas!!
Beijinhos com muitas saudades mesmo, voces deviam tar aqui!

iFrancisca disse...

Ritmos:

Cool mesmo!! Ias gostar de andar por aqui...
Beijoca laroca

iFrancisca disse...

Margarida:

Prepare-se... a Auatrália é muito linda mas a bicharada anda por ai e quer mesmo confraternizar com os humanos! Mosquitos nem se fala, pareço uma borbulha só, até mete pena!
Beijocas

Mulheka disse...

Toda morenaça!!!!
As melhoras :)

Beijocas

iFrancisca disse...

Mulheka:

Agora ainda estou mais!!! Pareco uma preta! Beijinhos

Crestfallen disse...

Eu quero um bicho desses, ou uma tarântula, que há imensas selvagens por aí, ou um canguru! Queres a minha morada?

iFrancisca disse...

Crest:

Não acho fácil enviar um bicho destes... o gajo anda lixado a ver como há de fazer para levar um Didgeridoo. Mas olha, ontem vi um abre caricas que era a pata de um canguru... o que te parece? tinhas as unhas e tudo!! Manda a morada! Beijocas