quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Capricon & Whitsunday Coast_Austrália

Nunca fiz uma única viagem com o objectivo de conhecer pessoas ou fazer amigos. A ideia sempre foi conhecer-me melhor a mim própria e, eventualmente, à pessoa que viajava comigo. Isto já me parecia uma grande batalha, por isso, preferia captar os sítios por onde passava, sem grandes interferências. Concordo com quem afirma que só se conhece um local quando se conhece as pessoas que o fazem. Eu como sou de poucos amigos, sempre me mantive à distância.
Desta vez, as coisas aconteceram de maneira diferente. Os australianos e as pessoas que viajam como nós, metem conversa, querem conhecer-nos, saber de onde vimos, como vivemos, querem trocar experiências. Fazem questão de nos ajudar de uma forma tão generosa que mesmo só atrapalhando, é impossível contrariá-las.
Esta fase da viagem, foi fértil em conhecimentos. Em Yeppon, ficámos num apartamento de um casal de velhinhos, que nos receberam como nunca fui recebida num grande hotel. Arranjaram-nos o jantar, fizeram tudo o que podiam e não podiam para nos ajudar, já que tínhamos chegado muito tarde… quando souberam que éramos portugueses, a senhora disse-me que o maior sonho dela era ir a Fátima. Apesar de não ser propriamente religiosa, fiquei tão emocionada por saber que, de tão longe, alguém tinha no nosso país um sonho. Pedi-lhe a morada e prometi-lhe que lhe enviava um terço de lá.
Yeppon, foi só uma porta de entrada para a Great Keppel Island e o fim dos Backpackers na nossa viagem. Assim fugimos para um resort para descansar dois dias e conhecer a ilha. Tudo estava a correr de acordo com o descanso quando a “je” se lembrou que fazer uma trilha é que era fixe! O Mabides insistiu que a fizesse de havainas, calções e bikini. O repelente de insectos, segundo ele, era para meninos! A trilha terminou com as minhas costas transformadas num campo de batalha de mosquitos… uma miséria! À noite tivemos um súbito “encounter” com mais uns bichos australianos. Pareciam umas topeiras e perseguiam-nos, se achassem que tínhamos comida. O Mabides da primeira vez, fugiu e deixou-me sozinha a lidar com estes animais selvagens. Mas, eu à noite vinguei-me e fechei-o na varanda com um, enquanto delirava com a cena, não sei qual dos dois estava mais assustado. De manhã, tivemos mais um encontro, desta vez, com uns papagaios em miniatura, os lorikeets, que se sentiram completamente à vontade para dar umas dentadas nas minhas “cream crackers”. Quando reparei, a situação estava fora do meu controlo, tinha três em cima da mesa a comerem directamente do prato. Eu queria que eles experimentassem a minha fúria mas, faltou-me a coragem.
Aqui na Austrália os animais é que mandam!
Da Great Keppel Island fomos para as Whitsundays. Fizemos a viagem de comboio durante a noite. Aproveito para vos falar um bocadinho dos Australianos que viajam de comboio. Primeiro andam todos descalços e sujos, com pelo menos duas almofadas atrás. As crianças viajam de pijama mas, antes de entrarem para o comboio rebolam pelo chão das estações.
Depois de alguns contratempos, chegámos à Long Island, uma das 74 ilhas que fazem parte das Whitsundays. Desta vez, tínhamos cangurus a pinchar pelo resort. Fomos avisados que haviam jelly fishes aos magotes por aquelas bandas. Mas, eu, como não sou novata nestes ataques, decidi que fazer snorkelling sem fato era mais radical e condizente com o espírito de aventura. Fui atacada, desta vez no braço, ou seja, tive tempo de evitar um ataque mais feroz. Não houve direito a desmaio, taquicardia nem dores de cabeça como da última vez. Umas picadelas, comichão, duas marcas no braço e siga.
Ah!! Fiz um cruzeiro pelas Whintsundays e fugi com este gajo aqui da foto! Acho que o Mabides anda perdido pelo Outback com uma aborígene…

21 comentários:

Francis disse...

corre-te bem a vida, a felicidade estampada na carinha...que tudo continue a bombar.

Noivo disse...

Morena estás:)

tavguinu disse...

manda também à senhora uma daquelas santinhas que se iluminam no escuro !

looooooooooooool

CADA VEZ TENHO MAIS INVEJA DA VIAGEM... quero irrrrrrrrrrrr !

Crestfallen disse...

Lol, isso dos animais fez-me lembrar a Africa do sul, ao largar os sacos de compras à porta de casa os macacos servia-se de tudo, desde comida a papel higiénico.

Noutra zona, ao deixar a porta do carro aberta, quando voltei tinha 2 pinguis no banco traseiro à minha espera...

Boa continuação e quero o meu canguru :)

MajoLuan disse...

Olha ke fixe... gstei imenso obrigado por partilhares connosco ;) jinhos *****

Margarida Nobre disse...

Tanto bicharoco á solta já me está a deixar assustada...ainda bem que só programei a viagem para 2011...sempre dá para ir preparando o espirito!!Essa de os nativos pequenos viajarem de pijama nos comboios tb é de gritos!!!
Gostei de saber tb que alguém aí no fim-do-mundo tem o sonho de vir cá a Portugal...
beijocas,continuação de boa-viagem e as melhoras para as mordidelas...
PS:Vou amanhã de novo para fora...faltavam-me umas fotos do Carnaval de Veneza no meu Blog...eheheh

Mulheka disse...

Beijocas!!!

Tou a adorar essa viagem qs tanto cm tu :D

flor de estufa disse...

Olá Francisca, estou maravilhada com as tuas aventuras por terras australianas...Apresento as minhas desculpas por não te ter desejado boa viagem!! Apesar desta tão grande falha tenho lido todos os posts e estou a gostar muito de "viajar" pela Austrália na boleia das tuas palavras...

Bjs

Isidro Dias disse...

Olá.
Também sou bloguista. Visitei o seu e gostei do que lí.
Fiquei curioso com os hábitos australianos. Obrigado pela transmissão da experiência.
Ah... e boa viagem!
Isidro

Juoum disse...

Alta trip.... mas dispenso os mosquitos e os mini papagaios a comerem as minhas bolachas...
Boa viajem
João

iFrancisca disse...

Francis:

Que continue assim!
Beijocas

iFrancisca disse...

noivo:

Agora já estou branca que raiva!!!
Beijos

iFrancisca disse...

Tav:

Oh não gozes! Eu às vezes sou mesmo lamechas eu sei...
Eu tb já quero ir outRA VEZ!
Beijinhos

iFrancisca disse...

Crest:

O teu canguru não chegou inteiro a Portugal, juntamente com a pintura arborigene que tinha comprado e o digiredoo... looool
Chegamos com as coisas todas destruidas!
Beijocas

iFrancisca disse...

Majoluan:

De nada!
Beijocas

iFrancisca disse...

Margarida:

Acredite que depois, no conjunto, vai achar piada... a Austrália é um país especial na minha opinião... já estou a morrer de saudades
beijinhos

iFrancisca disse...

Mulheka:

Às vezes, quando estou a escreve, penso assim: "isto não interessa nem ao menino Jesus!"
Beijocas e ainda bem que gostas

iFrancisca disse...

Flor de Estufa:

Tu estás quase a ir para lá!
Que sorte!
Beijinhos

iFrancisca disse...

Isidro:

Espero que volte mais vezes!
Beijos

iFrancisca disse...

Juoum:

Infelizmente já voltamos...
Na volta vi um filme que aconselhaste no teu blog: Into the Wild... fabuloso.. ainda fiquei mais triste ao voltar mas muito bom
beijinhos grandes

John Dory disse...

o que eu queria era tar ai amiga.. tou gelado neste momento, com este frio do nosso porto.. maravilhoso, mas friiio!! ai é que eu tava bem. lindo, quente e arrastar o chinelo!! bjs bom ano do teu amigo guito.. tou na area!!